20/06/2012

Risotto de shitake



Um bom risotto, ao menos para mim, depende de duas variáveis, uma mais simples de ser controlada do que a outra: um bom caldo e ter a paciência de colocá-lo concha após concha sem parar de misturar.
Nesta receita o mais fácil, definitivamente, é o caldo!

Em homenagem à Beth, minha amiga das aulas de italiano, aqui vai uma receita de risotto rápida e muito simples de ser feita.

Ingredientes para 4 pessoas:
150g de shitake seco
1 litro e meio de água
1 cebola grande picada em cubos
2cs de manteiga
azeite que baste
200g de arroz arbório
1 taça de vinho branco seco
sal e pimenta do reino a gosto
3cs de queijo parmesão ralado

Modo de fazer:
Ferva a água, desligue o fogo e coloque os cogumelos de molho. Certamente eles irão boiar e, neste caso, uma boa dica é colocar um pratinho com algo pesado por cima para mantê-los no fundo. Deixe os cogumelos imersos na água pelo máximo de tempo que conseguir, eu esperei umas 3 ou 4 horas. Esprema os cogumelos com as mãos mas reserve a água pois este será o caldo que vamos usar. Muito simples, né?! Corte-os em tiras finas.

Em uma panela, coloque 1 colher de manteiga, um pouco de azeite e refogue a cebola até que fique transparente. Adicione o arroz, a taça de vinho e misture até que os líquidos sejam absorvidos. Acrescente os cogumelos. Aos poucos adicione o caldo, que dever ser mantido quente durante o processo. Agora uma confissão, eu assumo que coloco mais de uma concha de líquido por vez e que não fico misturando sem parar. A cremosidade do risoto depende deste esforço, mas nem sempre eu tenho a paciência necessária.

Bem, voltando ao prato, continue colocando o caldo e misturando até que o arroz fique macio. Um detalhe importante, risotto não é massa que precisa ser comido "al dente", mas isso não significa que ele deva ficar mole demais. Há um tempo atrás o Jamie Oliver deu uma boa dica, quando o risotto for colocado no prato ele deve escorrer e não ficar uma montanha de arroz, pra que isso ocorra é importante que um pouco do caldo (que já deve estar cremoso neste momento) permaneça. Para finalizar, acerte o sal, coloque a pimenta, adicione a outra colher de manteiga e o queijo ralado, misture e tampe a panela por alguns minutos.

Enfim, mangia che ti fa bene!



Ah, um detalhe importante, se o caldo acabar e o arroz ainda estiver duro, continue o processo com água quente, ninguém vai perceber...


Dica da Myrna:
Se você quiser uma versão mais leve, não use o queijo ralado. O prato ainda ficará saboroso, eu garanto!


Um comentário:

Cassia disse...

Achei sua receita e acabamos de devorar o resultado. rss
Ficou uma delicia, não tinha vinho, substitui por aceto balsamico, não é igual mas quebra um galho.
Valeu
Bjs