08/06/2012

Bife Wellington

Diferentemente das demais postagens do Segredos, esta começa com o texto. O motivo disto é que eu queria contar a história de porquê chegamos até aqui.

Há algum tempo venho pensando com frequência em tentar fazer o bife Wellington e finalmente decidi encarar o desafio. Esta semana está sendo comemorado o Jubileu de 60 anos da Rainha Elisabeth II e o preparo de uma receita tradicional inglesa seria uma forma de nos sentirmos parte destas comemorações. Para quem não conhece ou não ouviu falar, este é um prato extremamente tradicional da culinária britânica criado em suposta homenagem ao Duque de Wellington, um dos heróis das guerras napoleônicas. Outras fontes dizem que não é nada disso, mas a história pouco me interessa. O fato é que o negócio é gostoso e isto é o que importa ao humilde escriba.

Enfim, comecei a procurar a receita e me deparei com dois vídeos do Gordon Ramsay preparando o prato (primeira e segunda partes). Ele ficou famoso por este prato e é considerado como o cozinheiro que prepara o melhor bife Wellington do mundo. Eu e Bibi tomamos todos os cuidados necessários, desde a escolha do corte de filé até a dos ingredientes e fomos de peito aberto.



O resultado final ficou muito gostoso, mas acho que essa é uma daquelas receitas que a gente precisa tentar fazer 10, 20, 200 vezes até acertarmos a quantidade exata dos ingredientes, o ponto da massa folhada e o sabor final. O próprio Gordon Ramsay, quando perguntado, disse que só fez o bife Wellington perfeito depois da milésima vez.

Ingredientes:
1 peça de filé mignon de cerca de 400 g
Mostarda amarela
10 fatias de presunto cru
300 gramas de cogumelos frescos
folhas de tomilho
50 g de castanhas de caju
Massa folhada
Sal e pimenta
1 gema de ovo para decorar a massa
Sal grosso para decorar a massa

Modo de preparar:
1) Tempere o filé com sal e pimenta, distribuindo o tempero igualmente por todo ele.
2) Aqueça uma frigideira e sele a carne em todas as suas superfícies, de modo a evitar que os sucos dela se percam.
3) Com um pincel, passe uma fina camada de mostarda amarela por toda a peça de filé, cobrindo-a por igual.
4) Leve os cogumelos frescos, o tomilho, as castanhas, sal e pimenta ao processador e bata tudo em forma de uma pasta.
5) Retire a pasta de cogumelhos e leve-a à frigideira na qual você preparou a carne e doure-a um pouco, deixando a água evaporar o máximo possível.
6) Sob uma tábua de madeira, disponha filme plástico e todas as fatias de presunto cru, de modo a formar uma cama de presunto.
7) Passe a pasta de cogumelos sobre o presunto cru em uma fina camada.
8) Coloque a peça de filé sobre o presunto/pasta de cogumelos, e role-os gentilmente de modo que o presunto e a pasta envolvam totalmente o filé, formando um tubo.
9) Sele bem com filme plástico, vedando o máximo possível, em forma de um rolo e leve à geladeira para descansar por cerca de 30 minutos.
10) Abra a massa folhada sobre a tábua e, retirando o filé embalado da geladeira, retire o filme plástico e disponha-o no centro da massa, enrolando-a novamente sobre o filé. Sele com filme plástico e deixe descansar por cerca de 30 minutos na geladeira.
11) Pré-aqueça o forno a 180 graus.
12) Retire a o rolo de massa/presunto/pasta de cogumelos/filé da geladeira e deixe descansar por uns 15 minutos. Durante este período, cubra toda a superfície da massa folhada com a gema de ovo e, ao final do processo, decore com sal grosso por cima de tudo.
13) Leve a massa ao forno e deixe assar por 40 minutos.

Acho que esta foi a receita mais trabalhosa que já fiz, mas fiquei muito animado a tentar repetir a dose novamente em breve. Apesar de complicada e com muitas etapas, com algum planejamento e organização fica tudo bem mais fácil. Logicamente que contar com a ajuda da Bibi foi fundamental para ter dado certo, afinal sou leigo no que tange o uso de massa folhada.

2 comentários:

Patrícia disse...

Vocês estão muito chiques! Da próxima vez q forem testar a receita, me convidem. Talvez eu vá a SP no fim de outubro, quem sabe não é uma boa época para repetir a receita? Beijos.

Sara disse...

Parece muito apetitoso, acho que vou dar uma chance para a cozinha, eu nunca deixar as coisas bem, deve ser por isso que eu sempre acabo pedindo a delivery higienopolis