24/05/2012

Pimentões recheados com carne e menta



De uns tempos pra cá eu e o Gui andamos bem curiosos com relação a novos ingredientes. Eu sei que músculo de boi não é novidade pra quase ninguém, mas pra mim é!

Nunca fui muito fã. Achava a carne feia, o sabor não me agradava muito... Enfim, depois de alguns anos na cozinha me convenci de que não existe comida ruim, você é que pode não ter tido a chance de provar bem feita, ou ao menos de uma forma que te agrade. Com o músculo foi assim.

Parece brincadeira, mas a cada quinzena tenho tido que preparar 8kg de comida natural, sem sal e sem óleo para o Juca, nosso cão adoentado. E nessa brincadeira (!) comecei a cozinhar muitos quilos de músculo. E não é que a carne é boa! Só faltavam os temperos certos pra me convencer.
Aqui vai então a receita que definitivamente colocou o músculo de boi na minha vida. E olha que ele entrou pela porta de frente!

Ingredientes para 3 pessoas (ou 2 gulosas):
3 pimentões amarelos ou vermelhos
2x de arroz cru
5 cubos de músculo cozido - é bom que esteja quase desmanchando
500ml do caldo onde a carne foi cozida
2 dentes de alho bem picadinhos
1colher de chá de menta seca (este é o pulo do gato)
1 pitada de pimenta árabe
1 pitada de cominho em grãos
azeite para refogar e depois para servir
sal a gosto

Modo de fazer:
Refogue o alho no azeite, acrescente o arroz, o caldo da carne e o músculo desfiado.
Adicione os temperos e tampe para cozinhar. É importante que o fogo esteja bem baixo pois a chance do arroz grudar no fundo é enorme. Talvez seja preciso acrescentar um pouquinho de água. Atenção é essencial neste momento! Esse recheio fica um pouco grudento, mas a idéia é essa, caso contrário na hora de assar ele não ficaria dentro dos pimentões.
Vamos a eles então!
Corte a tampa dos pimentões e retire as sementes. Regue o interior dos pimentões com um fio de azeite e um pouco de sal. Recheie com a mistura de arroz e carne, tampe novamente e feche com vários palitos.

Leve ao forno alto virando de tempos em tempos até que os pimentões fiquem macios. Marquinhas de queimado são muito bem vindas!


Dica da Myrna:
Depois que cozinhar a carne, retire o caldo e deixe na geladeira de um dia pro outro. Toda a gordura irá se concentrar em cima, aí fica fácil de tirar.

20/05/2012

Grandma's fruit cake


Essa receita de bolo inglês é do livro Modern Classics 2 da Donna Hay, meu livro favorito já há alguns anos. Fizemos algumas alterações, mas nada (muito) comprometedor.

Ingredientes:
4x de frutas cristalizadas e passas. Tente comprar as frutas separadas e cortar em cubinhos, elas são bem melhores que as compradas já misturadas.
1x de amêndoas
3/4x de tâmaras picadas
3/4x de brandy
1 1/4x de açúcar mascavo
4 ovos
2 1/4x de farinha de trigo
1/4c de chá de bicarbonato
1c de chá de canela moída
1/2c de chá de pimenta da jamaica moída
2-3cs de brandy

Antes de continuarmos, vamos à verdade: Esquecemos de colocar as amêndoas, não tínhamos tâmaras em casa e usamos cachaça no lugar do brandy. Acho ainda que colocamos menos passas do que deveríamos... Mas deu certo mesmo assim!

Modo de fazer:
Comece colocando as frutas no brandy (ou na cachaça) pelo máximo de tempo que puder, pode ser de um dia para o outro ou mesmo por meia hora. Bata a manteiga e o açúcar até que fique uma mistura bem cremosa. Acrescente os ovos um a um, sempre batendo. Misture os outros ingredientes e coloque em duas formas de bolo inglês untadas. Leve ao forno baixo por mais ou menos 1h, a Donna Hay sugere 2h, mas não conseguimos esperar...

01/05/2012

Língua de boi: comi, gostei, fizemos, comemos e gostamos de novo.




Sempre fui tremendamente pudico no quesito carnes. De algum tempo para cá, movido pela curiosidade, temos ampliado os horizontes a novas possibilidades.

Há algum tempo atrás fomos a um restaurante, Le French Bazar, e lá eu comi língua pela primeira vez. Uma delícia! Na feira, hoje, achamos a língua limpa por um bom preço e resolvemos testar.

Ingredientes:
1 língua bovina limpa
2 latas de cerveja preta
1 cebola inteira com 2 cravos espetados
2 folhas de louro
1 colher de chá de pimenta preta em grãos
2 cenouras cortadas em rodelas
1 talo de aipo cortado em rodelas
Salsa e cebolinha
2 cebolas picadas
1 talo de alho poró
1 pimentão vermelho picado em pedaços pequenos
4 dentes de alho picados
150 g de bacon cortado em cubos
Óleo de canola
Sal a gosto

Modo de fazer:
1) Em uma panela de pressão, coloque a língua, a cebola com os cravos, o louro, o aipo, a pimenta, a salsa/cebolinha e cubra tudo com a cerveja preta, acertando o ponto do sal a gosto. Cozinhe por mais ou menos 45 minutos, até a carne ficar macia. Retire a carne e reserve o caldo.
2) Em uma cassarola, refogue com o óleo de canola a cebola picada, o alho, o alho poró e o pimentão. Quando as cebolas dourarem, acrescente a carne e refogue um pouco. Acrescente o caldo e deixe cozinhar um pouco para permitir que os sabores se apurem.
3) Retire a língua da panela e corte-a em fatias finas, de mais ou menos meio centímetro.
4) O caldo estará grosso e suculento. Bata-o no liqüidificador e leve novamente ao fogo para reduzir. Quando estiver no ponto ideal, despeje-o sobre a língua fatiada.

Dicas da Myrna:
1) Acrescentar um pouco de shoyu ao caldo pode ajudar no ponto do sal e a deixar a cor em um tom de marrom intenso que ajudará na apresentação do prato.
2) O acompanhamento ideal fica a seu critério. Aqui optamos por purê de batatas.
3) Esse tipo de comida pede vinho tinto!