21/01/2012

Sorvete de cupuaçu com chocolate



O Gui tem uma paciente muito gentil (muito mesmo!), que mora em Belém e adora nos mimar. De tempos em tempos ele chega em casa com um enorme isopor cheio de delícias do norte. Uma que nunca falta é a polpa de cupuaçu, um dos meus sabores favoritos. A polpa que a D. Maria do Carmo traz é mais gostosa e menos processada do que a que encontramos por aqui. Assim fica fácil acertar a receita!

Ingredientes:
300g de polpa de cupuaçu
2x de açúcar
400ml de creme de leite fresco
200g de chocolate ao leite
1/2 caixa de creme de leite comum

Modo de fazer:
Leve o cupuaçu e o açúcar ao fogo médio sempre mexendo, até ficar com a consistência de uma geleia.
Bata o creme de leite fresco até o ponto de chantilly. Com cuidado, acrescente a geleia, que não pode estar muito quente, e misture até que estejam bem incorporados. Leve ao freezer. O importante do sorvete feito em casa é bater várias vezes para quebrar os cristais de gelo. Eu bati de hora em hora umas 5 vezes, o que foi um saco, tenho que admitir.
Derreta o chocolate com o creme de leite de caixinha. Pode ser em uma panela mesmo.
Depois das 5 horas de "batidas" e com o sorvete bem cremoso, derrame o chocolate derretido tomando o cuidado para que eles não se misturem muito. Volte para o freezer até a hora de servir.
Ufa! Agora é só aproveitar.

Dica da Myrna:
1) Retire o sorvete do freezer uns 10 minutinhos antes de servir, fica mais fácil e mais gostoso.

18/01/2012

Creme de repolho roxo


Receita escocesa verbatim. Para mim, no entanto, faltou uma gema de ovo, teria casado perfeitamente. Ficará para uma próxima vez, mas não diminui o sabor do prato.

Ingredientes:
Meio repolho roxo, picado fino
Duas cebolas fatiadas
Oito dentes de alho descascados e cortados em quatro partes
Duas batatas graúdas, descacadas e cortadas em pedaços pequenos
1 colher de sopa de sementes de cominho
Azeite
1 litro de água
Sal a gosto

Modo de preparar:
Em uma panela, coloque uma quantidade generosa de azeite para refogar as cebolas e os dentes de alho. Assim que a cebola tiver amolecido um pouco, acrescente o repolho e refogue, tomando o cuidado de mexer de vez em quando para o repolho não grudar na panela. Quando o repolho estiver cozido, acrescente a água, as batatas, as sementes de cominho e deixe cozinhar em ponto de fervura por 30 minutos. Quando as batatas estiverem cozidas, leve ao liquidificador e bata em um creme de consistência homogênea, acertando o sal conforme seu paladar. Para decorar, no prato, polvilhe algumas sementes de cominho e um fio de azeite.

15/01/2012

Abobrinhas brasileiras ou culinária mediterrânea brasileira





Certo dia desses resolvemos incomodar os escorpiões que habitam em minha carteira e fomos a um restaurante famoso daqui de Sampa, o Tordesilhas. A proprietária, Mara Salles, é a responsável pela cozinha e faz pratos que constroem um mapa gastronômico de nosso país com comidas típicas de todo canto. Eu e a Bibi nos esbaldamos. Tudo excelente, da entrada ao cafezinho. Elogiamos tanto que o maitre a levou a nossa mesa e ficamos encantados com sua simpatia e simplicidade. E, nessa conversa, uma confissão da chef: sua grande inspiração é a comida mineira. Tinha carne de lata, tutu, um monte de pequenas indulgências que só o mineiro conhece. Para nós dois isso foi a constatação do óbvio, mas deu sentido a todo aquele banquete que experimentamos.

Bom, sem maiores delongas, o prato de hoje é dela. Não tem nada de mineiro, de baiano ou de qualquer outro lugar. Seria genuinamente mediterrâneo se nosso país estivesse em sua costa. De qualquer forma, as abobrinhas brasileiras da Mara Salles são imperdíveis e facilmente replicáveis por qualquer um, até mesmo eu.

Ingredientes:
2 abobrinhas graúdas
2 colheres de sopa rasas de açúcar
1 colher de sobremesa rasa de sal
¼ de xícara de chá de vinagre
1/4 de xícara de água
1/2 de xícara de azeite de oliva extra virgem
1 dente de alho amassado com a casca
½ pimenta dedo-de-moça, sem as sementes, cortada ao meio
1/2 pimenta de cheiro, com as sementes, cortada em diagonal
1 galho de dill
1 galho de manjericão
1 colher de sobremesa de salsinha picada
1 colher de sobremesa de cebolinha picada
Gergelim preto e branco torrado

Modo de fezer:
Amasse o alho com a casa e esfregue nas paredes de um bowl. Acrescente na sequência: açúcar, sal, ervas e pimentas. Misture bem. Adicione o vinagre e a água. Misture bem até que o açúcar e o sal estejam bem dissolvidos. Coloque o azeite. Derrame essa mistura sobre as lâminas de abobrinha cortadas na espessura de 2 mm. Misture com as mãos envolvendo todas as lâminas. Guarde na geladeira. Finalize com gergelim preto e branco torrado.

Obs: Fizemos uma quantidade um pouco maior e guardamos em um pote de conserva na geladeira. Com o passar dos dias a abobrinha só ficou mais gostosa!

13/01/2012

Os benditos ovos



Por muitos e muitos anos eu ouvi as frases, "quero provar eggs benedict", "quem sabe podemos fazer eggs benedict", até que eu finalmente cedi aos pedidos. A receita consiste em um english muffin cortado ao meio, coberto com presunto ou bacon, ovos poché - dois por pessoa -  e finalmente o sauce hollandaise, ela é normalmente servida no café da manhã. São gastos muitos ovos, muitos mesmo, portanto recomendo a quem estiver com o colesterol na estratosfera nem chegar perto, mas se você estiver com ele só um pouquinho alto vale à pena se jogar na comilança. A receita é realmente muito boa.
Prepare-se pois a luta é árdua mas a vitória certa. Eu sugiro começar no dia anterior.
Aqui vão os benditos ovos!


Começamos com o english muffin, um pãozinho delicioso que pode ser feito inclusive em uma panela de ferro bem quente. Eu usei o forno mesmo. A minha receita é a do "Receitas caseiras - muffins, do Le Cordon Bleu.

Ingredientes para 12 muffins:
10g de fermento de pão
225 ml de água morna
400g de farinha
1 1/2 c de chá de sal
1c de chá de açúcar
1 de chá  de manteiga amolecida

Modo de fazer:
Dissolva o fermento na água morna, cuidado neste momento, se a água estiver muito quente vai dar errado (o que aconteceu comigo na primeira tentativa). Em uma tigela, coloque os ingredientes secos, faça uma cova e adicione o fermento dissolvido e a manteiga. Misture com as pontas dos dedos até que os ingredientes estejam unidos e depois sove em uma superfície enfarinhada por uns 3 minutos. Quem tiver batedeira com gancho de massa se livra desta parte de trabalho braçal da receita.
Volte a massa para a tigela com um pouco de farinha, cubra com filme plástico e espere dobrar de tamanho.
Abra a massa com um rolo deixando que ela fique com 1,5cm de altura, com um cortador ou uma caneca, corte as rodelas e coloque em uma assadeira enfarinhada. Asse em forno alto por 15 a 20 minutos virando os pãezinhos na metade do tempo.


O sauce hollandaise é um molho francês que vai muito bem com aspargos, eu já postei a receita aqui quando comemos com alcachofras.


O ovo poché já não é tão complicado. Ferva uma panela com água e um pouco de vinagre branco, quebre os ovos com muito cuidado e tampe por 2 ou 3min.

A montagem:

Divida o english muffin em duas partes e toste-as um pouco, coloque sobre cada uma a fatia de presunto comum, de parma ou bacon (para aqueles que não se importam meeeesmo!).
Coloque o ovo que deve ser retirado da panela com muito cuidado e a gema ainda mole, cubra com o sauce hollandaise e salpique um pouquinho de salsa desidratada.
Ufa! É isso aí. Um café da manhã pesado mas inesquecível, por bons motivos!

03/01/2012

Pão de calabresa



Essa receita eu consegui no receitadochef.blogspot.com/. Eu não tinha erva-doce, mas mesmo assim ficou uma delícia! Rendeu uma forma com furo no meio e outra de bolo inglês.

Ingredientes:
2 tabletes de fermento biológico (30g)
2x de leite morno
6x de farinha de trigo
7cs de azeite
2 ovos

Recheio:
500g de linguiça calabresa defumada, cortada em rodelas na diagonal
Um punhado grande de manjericão
1 cebola grande picada
2cs de semente de erva doce
1cs de sal grosso esmigalhado para polvilhar


Modo de fazer:
Em uma tigela misture o fermento e o leite morno e reserve.
Em outra coloque 5 xícaras da farinha, faça uma cova no centro e adicione os ovos, o azeite e o leite com fermento.
Misture devagar, começando pelo meio. Quando estiver bem misturado, coloque sobre uma superfície lisa com a outra xícara de farinha e sove por mais ou menos 10min. Se você tiver batedeira com gancho de massas, bata por 5 min.
Misture o recheio, coloque nas formas untadas e enfarinhadas e salpique o sal grosso.
Asse em forno médio até dourar.


02/01/2012

Zabaglione de Frangélico




Bem, eis que o bom filho à casa retorna! E a casa nunca poderia deixar de ser outra que não a de Myrna. E, com o retorno, novidades. Depois de um longo e tenebroso inverno viemos com a bola toda, repletos de receitas e com fotos pimpadas.

Para começar, da minha parte, um clássico revisitado. O zabaglione normalmente é feito com algum vinho doce, mas preferi usar o licor Frangélico dessa vez. O gostinho longíquo das avelâs casou muito bem com a base de gema de ovo. Para acompanhar, a sugestão de um vinho de sobremesa (Casa Aurora Colheita Tardia - qualquer safra, encontra-se no supermercado por preços entre 16 e 20 reais, já falei dele aqui).

Os ingredientes foram adaptados da receita de zabaglione de prosseco da Nigella (link aqui). Servem quatro pessoas civilizadas e educadas. Para os normais e mais propensos à felicidade essa quantidade dá para dois.

Ingredientes:
5 gemas
1 x de creme de leite fresco
100 g de açúcar
120 ml de Frangélico

Modo de fazer:
Em uma tigela de metal disposta sobre uma panela com água fervendo no fogo, sem deixar o fundo da panela encostar na água, misture as gemas e o acúcar , batendo por cerca de 15 minutos. Quando o creme tiver crescido pelo umas 3-4 vezes e engrossado um pouco, acrescente o creme de leite e o licor sem parar de bater. O ponto ideal é quando toda a mistura tiver a consistência de um creme grossinho. Sirva em taças e leve à geladeira. Ao servir, guarneça com pedaços grosseiros de chocolate meio-amargo.