15/05/2009

Repolho agri-doce


A comida alemã é uma daquelas que tem um lugar especial no meu coração (ou seria no meu estômago?). Há alguns anos atrás eu tive um congresso em Campos do Jordão e aproveitamos, eu e a Bibi, para passear um pouco e conhecer iguarias locais outras além dos chocolates e cervejas. Bons restaurantes alemães permeiam aquela cidade. Einsben, salcichões brancos, mostarda escura, purê de maçã, chucrute... Tudo é gostoso, mas é uma comida pesada. Esta receita bebe diretamente nesta fonte, mas, ao contrário das mesmas, é leve e, asseguro, deliciosa!

Antes da receita propriamente dita, um outro "causo". No meu primeiro ano em São Paulo na residência, comia pessimamente. A comida do HC era insuportável, no entanto era o que dava para comer. A Bibi sempre se esmerou para fazer coisas gostosas em casa para mim e meus amigos que eventualmente passavam por lá para almoçar. Um dia meu amigo Odílson, a única pessoa do mundo com três nomes próprios e nenhum sobrenome, foi almoçar lá em casa. O cardápio: uma linda peça de rosbife, salada de batatas e este repolho. Resultado: não sobrou nada nem para contar história. Comemos tudo. A Bibi admirou-se do fato e até hoje nos sacaneia, pois era comida para seis pessoas...

Ingredientes:
Um repolho roxo cortado em pequenas fatias
Óleo de canola
1 colher de sopa de manteiga
1 colher de sopa de açúcar refinado
2 colheres de sopa de vinagre de arroz
1 colher de chá de Kümmel
100 g de uvas passas
Sal

Modo de preparar:
Em uma panela grande coloque um fio de óleo de canola apenas para aquecer e derreter a manteiga sem queimá-la. Quando a mesma estiver derretida, acrescente todo o repolho, mexendo com uma colher de pau até que ele comece a amolecer. Tampe e deixe refogar durante alguns minutos, abrindo a panela de vez em quando para mexer. Quando o repolho começar a ficar macio, você estará quase no ponto. Acrescente então o açúcar, o vinagre de arroz, o kümmel e as uvas passas, misturando todos os ingredientes. Ao final acerte o ponto do sal se for preciso.

Dica da Myrna:
A meu ver a grande estrela do prato é o kümmel, uma erva muito utilizada na culinária nórdica para aromatizar queijos e pratos salgados. Tem um gosto que lembra muito o da erva-doce, mas é mais suave. Este prato é extremamente perfumado e saboroso, sobretudo graças à nossa estrela. A gente acha o kümmel em qualquer supermercado, basta procurar na parte de temperos.

Nenhum comentário: