05/05/2009

Comunhão de bens, mas vá lá...

Caros amigos, quando eu e Bibi nos casamos optamos pela comunhão parcial de bens, segundo a qual tudo aquilo que acumulássemos dali por diante seria de posse de ambos. Na época pensei com meus botões: "O que ela iria poder querer com minhas revistas em quadrinhos, CDs e livros? Acho que nada ou se quisesse alguma coisa certamente poderia repor. Vamos então à comunhão de bens." Assinei os papéis, nos casamos e três anos se passaram até que fui roubado!

Não de meus bens mais preciosos, mas de minha postagem receita de pé-de-moleque! Tudo bem que a receita foi dada por uma aluna da Bibi, mas eu é que arrumei tudo e que fiquei com meu braço doendo de tanto mexer a panela com aquela mistura divina. Fui para SP na segunda com uma pulga atrás da orelha, pois sabia que isto aconteceria. Como a foto do pé-de-moleque ficou linda tinha para mim que iria postá-la antes de eu poder fazê-lo.

Por favor se unam a mim no protesto, caros leitores! Assim não pode ficar!

4 comentários:

Aline disse...

rsrsrsr essa foi boa!! pelo menos ela te deu os créditos por ficar à beira do fogão :) mexer pé-de-moleque, não há mulher que aguente! Tem que malhar muuuuito.
mas, pela foto, parece que ficou divino!!! então, apoio o seu protesto. Aline

ramirez disse...

E ai Bianca, passei pra dar um OI, e pra declarar meu apoio a esta reivindicação.
Apoiado na luta contra a utilização ilícita das receitas de pé-de-moleque!!!!!!

Nuna Machado disse...

Outros comentam mas acho que só eu e Ricardo comemos o tal pé de moleque que, seja de quem quem for a receita, a foto, a iniciativa ou quem mexeu a panela...O importante é que ficou mesmo divino.
Parabéns aos dois e que vença a comunhão de bens!

Gustavo disse...

Sou adepto da independência masculina e por isso apóio o Guilherme (apoio breve, a dona do computador chegou...)