29/04/2009

Tem como piorar! ou Cupcake disaster.

Se você espera uma bela foto de cupcakes sobre a louça branca ganhada no casamento, decorados com corações de açúcar, acredite, não vai acontecer. Eu também esperava, mas DEU TUDO ERRADO!

Uma vez, há alguns anos atrás, o Gui me disse uma frase que eu nunca mais esqueci:
" Bibi, não tenta piorar que você consegue". A mais pura verdade.

Vou explicar:
As quartas feiras são pra mim o melhor dia da semana, eu fico em casa a tarde toda, tenho tempo de procurar receitas e fazer algo mais elaborado. Pois então, a idéia inicial era de fazer cookies de chocolate e banana. (Simples!) Minha mãe estava comigo na cozinha, papo vai, papo vem, eu me enganei e misturei os ingredientes de outra receita que estava o livro, a de um bolo de chocolate com jeito de brownie.
Sem problema, disse a mim mesma, essa receita é ótima! Quem sabe eu coloco nas forminhas e faço belos cupcakes de chocolate com banana?
- Neste momento a frase do Gui se faz pertinente, eu consegui piorar. -
Brownies em forminhas de papel são quase um surto! Vão grudar, é claro!
Não satisfeita compliquei mais ainda a situação, tenho somente 3 formas, o que me rende um total de 18 cupcakes. A quantidade de massa ocuparia ao menos 24 espacinhos...
Resultado final: A massa vazou, escorreu pelo forno, encheu a casa de fumaça, um dos vizinhos gritou: " Tá pegando fogo!".
Ah, falta mais, massa de brownie não cresce! Eles murcharam no centro!

Não tenho coragem de postar a foto do desastre, deixo a imagem por conta da criatividade de cada um.
E agora tenho que parar de escrever pois um forno imundo está a minha espera.
Não pensem que eu desisti da receita, os cookies de chocolate com banana ainda aparecerão por aqui.

P.S.
Até que o gosto ficou bom!?

28/04/2009

Creme de abacate com granola e mel


Nem sei se eu posso chamar isso de receita, mas que é bom é...

Ingredientes:
1 abacate maduro
2cs de açúcar
1cs de suco de limão
granola e mel para acompanhar

Modo de fazer:
Bata o abacate, o açúcar e o suco de limão no liquidificador.
Coloque em um belo potinho, cubra com a granola e o mel ... et voilà! Rende duas porções.
Um café da manhã caprichado para quem não sabe se vai almoçar!

27/04/2009

Pimentões recheados com ricota


Comida prá um, por favor!
Cá estou eu, novamente, tendo que cozinhar só para mim! A vantagem é que com o blog tenho me esmerado em não comer muitas porcarias, afinal, são muito pouco blogáveis!

Fiz um pimentão recheado com ricota que vai muito bem como entrada, mas como estava sozinha, comi os dois pedaços como prato principal!

Ingredientes:
1 pimentão vermelho de tamanho médio, cortado em dois e sem a parte branca
200g de ricota já amassada
1/2x de azeitonas pretas
1cc de alcaparras
2cs de queijo parmesão ralado
sal, pimenta do reino, manjericão fresco e azeite para temperar
2 azeitonas inteiras e folhas de majericão para decorar

Modo de fazer:
Em uma panela com água fervente, cozinhe o pimentão por 5min, no máximo, deixe escorrer.
Coloque-os em uma assadeira coberta com papel alumínio (para não sujar muito a assadeira e você desanimar de cozinhar...) e reserve.
Misture a ricota, as azeitonas bem picadinhas, as alcaparras, uma colher do queijo ralado e os temperos. Recheie as metades, cubra com o restante do queijo ralado e leve ao forno para gratinar.
Assim que a cobertura estiver dourada, retire do forno, decore com as azeitonas e o manjericão e aproveite!

Açúcar de baunilha


Favas de baunilha não são muito baratas e, portanto, devem ser muito bem aproveitadas. A maioria provavelmente nunca viu uma fava de verdade, só aquele potinho de vidro escrito "Aroma Artificial de Bauinilha", que é muitíssimo diferente.

Uma boa dica é depois de abrir a fava e raspar as sementinhas para alguma receita, (sim, ela tem sementinhas...), colocar a fava em um pote cheio de açúcar para que ele absorva todo o cheirinho e o gosto restantes. Nessa da foto eu resolvi misturar as sementinhas no açucar para obter um sabor mais forte.

Esse açúcar pode ser usado no lugar do açúcar tradicional em ocasiões especiais ou mesmo pra dar um gostinho bom no leite quente...

20/04/2009

Mojito


Ernest Hemingway foi, como boa parte dos escritores notáveis, um grande cachaceiro. Sua personalidade magnética imortalizou dois drinques em particular, o daiquiri e o mojito. Este último surgiu durante o período em que o nosso personagem viveu em Havana, em um copo-sujo chamado La Bodeguita del Médio. Após ler "O velho e o mar" me interessei um pouco pelo autor e, então surgiu o mojito. Drinque perfeito para dias quentes, acompanhando saladas, peixes, na beira de uma praia ou, para o pobre mineiro, na varanda de casa. O Nobel de Hemmingway devia ter sido dado pelo mojito, a bem da verdade. Um brinde!

Ingredientes:
Dois ramos grandes de hortelã
Um limão
Água com gás ou água tônica
Rum
Açúcar
Gelo

Modo de fazer:
Destale as folhas de um dos ramos de hortelã e passea-se gentilmente por dentro do copo, deixando-as ao fundo do mesmo após isto. Acrescente o açúcar e o suco do limão e, com um socador, macere a hortelã. Adicione uma dose de rum (ou duas ou três, a depender de seu paladar e de sua vontade de ficar tonto!) e complete o copo com água com gás ou tônica. Coloque o outro ramo de hortelã em pé, como que fincado no fundo do copo e adicione bastante gelo. Sirva com um canudo.

Dica da Myrna:
Há uma grande disputa a respeito de qual seria a receita original do mojito, mas em essência é isto que está aí. A única variação que me permiti foi a troca do açúcar mascavo por açúcar refinado, que eu prefiro por ser mais solúvel. Já tentei com o mascavo e a diferença foi um tom marrom acastanhado que deixou o drinque ainda mais bonito, mas o açúcar fez-se menos presente no paladar.

Sabe aqueles dias de sol em que tudo que queremos é algo gelado? Foi esta sensação que levou o homem a criar o ar condicionado e o mojito.

Molho de limão, manjericão e azeite


Poucos seres humanos têm a habilidade que tenho: comer alface. Deixe-me explicar melhor. Quem entre vocês, meus caros leitores, limpa um belo pé de alface e serve-o à mesa sem nenhuma forma de tempero, molho ou acompanhamento? Não muitos, tenho certeza. No que dependesse de mim, sempre seria assim. Posso me alimentar exclusivamente de alface pura e simples sem sofrer com isso. A Bianca, por outro lado, é daqueles que precisa de alguma coisa para incrementar o sabor da alface ou simplesmente não consegue comê-la. Daí este molho. Vejam só e testem-no!

Ingredientes:
Duas colheres de sopa de suco de limão
Três colheres de sopa de azeite extravirgem
Três ou quatro folhas de manjericão
Sal
Pimenta preta moída

Modo de preparar:
Em um pequeno frasco com tampa que você possa agitar vigorosamente após fechado, acrescente o suco de limão e o azeite. Pique as folhas de manjericão no menor tamanho que conseguir e adicione-as à mistura. Acrescente sal e pimenta preta moída à gosto. Feche o frasco e agite bastante até que a mistura fique homogênea. Deixe-o descansar na geladeira de um dia para o outro e, antes de servir, agite novamente.

Dica da Myrna:
A quantidade acima serve para uma pessoa, somente. Caso queira tornar o molho mais suave, substitua o limão por laranja e ao invés de pimenta preta, um pouco de caldo de pimenta vermelha. Também dá um sabor único!

Creme de ricota com maçãs

Domingo é dia de sobremesa, portanto...


Ingredientes para 2 pessoas:

Para o doce de maçãs:
2 maçãs com casca, picadas em cubinhos
2 cs rasas de açúcar
1cs de vinagre de arroz
3cs de rum
1cc de canela em pó
um punhado de passas

Para o creme de ricota:
250g de ricota fresca
100ml de creme de leite
2cs de açucar de baunilha (depois eu passo a receita) ou açúcar normal

Modo de fazer:
Coloque todos os ingredientes do doce de maçãs em uma panelinha e deixe cozinhar até que fiquem quase transparentes.

Para o creme de ricota, bata os ingredientes em um liquidificador até que a ricota esteja completamente cremosa. Não pode ficar nem um gruminho que seja, acreditem faz toda a diferença. Coloque na geladeira em taças individuais.

Na hora de servir, esquente o doce de maçãs, jogue por cima do creme e ... aproveite.

Fica tão bom que já é quase 1h da manhã e o Gui está propondo uma nova rodada com a ricota que sobrou na geladeira...

Salada de quinua com frango


Inspirada pelo novo blog de regimes da Priscila, o Barriga pra dentro, ou o diário terrível, optei por um almoço de domingo quase light. E o Gui aprovou!

Ingredientes:
1x de quinua
2cs de azeite (cs são colheres de sopa)
2 dentes de alho fatiados
1 raminho de alecrim
raspas de limão (sem a parte branca ou ficará amargo)
2x de água quente (para cozinhar a quinua)
pedacinhos de queijo gorgonzola
1/2 pimenta dedo de moça, bem cortadinha e sem as sementes
1 tomate picado sem as sementes
sal e pimenta do reino
um punhado de castanhas de caju para decorar

1/2 quilo de escalopinhos de frango
2cs de azeite
sal e lemon-pepper que baste

Modo de fazer:
Refogue no azeite a quinua, o alho, o alecrim e as raspas de limão.
Cubra com água quente. A quinua deve ser feita mais ou menos como se faz arroz.
Depois que a água secar, prove e veja se ainda está dura. Se for preciso, acrescente mais água.
Depois de cozida, espere esfriar um pouco, separe os grãos com um garfo e misture o tomate, o gorgonzola e a pimenta dedo de moça. Confira o sal e acresente a pimenta do reino. Por fim coloque as castanhas.

Para fazer o frango, tempere-o com o azeite, o sal e o lemon-pepper e deixe descansar por meia hora.
Em uma frigideira anti-aderente bem quente, coloque os escalopinhos um a um e não vire até que estejam bem douradinhos. Depois é só dourar do outro lado e pronto!

Coloque montinhos da salada de quinua em um prato, disponha o frango por cima e decore com uma pimenta. Tem como ficar mais bonito?!
Serve 4 pessoas não muito famintas ou duas muito gulosas...

15/04/2009

Arroz com lentilhas


Não é das comidas mais bonitas, mas o gosto... é ótimo!

Ingredientes para 4 pessoas:
1 xícara de lentilhas lavadas e colocadas de molho em água por 1h
1 xícara de arroz parboilizado
4 fatias de bacon
1 alho poró picado em rodelas
1 cebola cortada em cubos
2 dentes de alho bem picadinho ou uma colher pequena de alho socado com sal (feito em casa!)
cebolinhas verdes para decorar
azeite, sal, pimenta do reino

Modo de fazer:
Refogue a cebola, o alho poró o alho e o bacon no azeite até que o bacon fique bem douradinho.
Retire somente o bacon e coloque sobre o papel toalha para escorrer.
Jogue o arroz e a lentilha na panela, refogue mais um pouco e cubra com água para cozinhar.
Misture de tempos em tempos e lembre-se de deixar o fogo baixo para não grudar no fundo.
Se for preciso, acrescente mais água quente. Acerte o sal e coloque a pimenta do reino.
Depois de pronto, devolva o bacon, decore com a cebolonha e é só aproveitar!

14/04/2009

Amarilis!

Flores... e nada de cozinha!

Milho verde muy guapo


Em alguma de minhas vidas passadas certamente fui maia, asteca ou, mais modestamente, uma galinha mesmo, tamanha minha paixão por milho. Broa, suco de milho, pamonha, picolé, tudo me agrada! Esta receita eu vi no livro no do Jamie, Ministry of Food, que ainda não tem edição tupiniquim, mas já se encontra disponível em inglês. Facílima, gostosa e rápida!

Ingredientes:
2 milhos verdes
1 pimenta dedo de moça fresca
Queijo parmesão ralado bem fininho
Manteiga
Sal e pimenta à gosto

Modo de preparar:
Pegue a pimenta dedo de moça, corte-a longitudinalmente e retire as sementes com cuidado, picando-a em pedaços tão pequenos quanto conseguir. Encha uma panela com água suficiente para cobrir o milho um dedo acima deles, acrescentando uma colher de sopa de sal à água. Leve ao fogo, tampe e deixe cozinhar o milho até que fique macio. Escorra a água e disponha o milho ainda quente em um prato para servir, colocando por cima dele uma porção generosa de manteiga e, em seguida, polvilhando o queijo parmesão e a pimenta picadinha. A manteiga e o queijo vão derreter, garantindo um brilho e um sabor inigualáveis.

Dica da Myrna:
Eu não sei cozinhar, verdade seja dita. Graças a bons livros de culinária e a uma esposa apaixonada pelo bem comer acabei me fascinando por este mundo também. Borges dizia que se prendêssemos macacos em uma biblioteca com bons livros, eles seriam capazes de escrever bons romances. O mesmo vale para a culinária. Com bons livros e bons ingredientes é impossível não fazer uma comida boa. Vá a uma livraria e olhe qualquer livro da sessão de culinária e deixe sua boca se encher d’água! Depois visite uma feira livre e veja as frutas e legumes, sinta-os, sua textura, seus cheiros, converse com os vendedores sobre o melhor jeito de prepará-los. Inspire-se assim e em breve teremos um condomínio inteiro repleto de casas de Myrna!

Salada de ovos com pesto e tomates cereja


Aqui novamente me entrego à minha confessa obsessão, o pesto. Como disse na postagem em que usei este molho mágico, a do fusili ao pesto genovês, acho que o mesmo permite as mais amplas variações na cozinha. O limite é a criatividade de quem o usa! Em dias mais quentes isto é particularmente verdadeiro. Além das massas, todas as saladas vão muito bem com molhos inspirados no pesto. Entregue ao desespero de cozinhar algo que tivesse todos os ingredientes favoritos da Bibi, abri a geladeira de casa e dei de cara com o pesto e mais algumas coisas. Num estalo aperfeiçoei esta receita, que já havia feito anteriormente com menor grau de sucesso enquanto morava em São Paulo.

Ingredientes:
2 ovos
1 cebola em pedaços bem pequenos
Uma colher de sopa de pesto genovês (colocar link para o fusili com pesto)
1 dúzia de tomates cereja
Sal e pimenta à gosto
Azeite de oliva
1 colher de sopa de manteiga

Modo de preparar:
Quebre os ovos, separando as gemas e claras em vasilhames distintos. Bata as claras até que as mesmas fiquem como uma clara de neve. Acrescente as gemas e o pesto, sempre batendo para deixar a mistura bem homogênea. Acerte o sal e a pimenta a gosto. Em uma frigideira quente jogue um fio de azeite, bem pouca quantidade, apenas para não deixar a manteiga queimar, e em seguida a manteiga, tomando o cuidado de passá-la por toda a superfície da frigideira para untá-la. Acrescente as cebolas picadas e refogue um pouco, até que as cebolas amoleçam e percam um pouco de sua ardência. Quando este ponto chegar acrescente os ovos batidos, misturando sempre para dar-lhe o aspecto de um ovo mexido. Sirva esta salada em uma bela travessa guarnecida por tomates cereja cortados ao meio.

Dica da Myrna:
Caso queira esquentar o clima, pegue uma pimenta dedo-de-moça fresca, retire as sementes e corte-a em pedaços mínimos, refogando-a com a cebola. Além de dar uma cor vermelha ideal ao prato, garante aquele sabor adicional que só uma boa pimenta é capaz.

12/04/2009

Salada verde com pimentões assados


Mais fácil ainda!

Ingredientes:
1 pé de alface americana lavada e cortada com as mãos
2 pimentões assados e cortados em tirinhas finas
1 punhado de castanhas de caju
1 fiozinho de azeite

Modo de fazer:
Coloque em uma tijelinha bonita (e isso é muito importante!) a alface, um montinho de pimentões, jogue as castanhas e o azeite. Pronto!

Pimentões assados

Essa é fácil!
Corte dois pimentões em quatro partes, retire as sementes e a parte branca.
Coloque em uma assadeira coberta com papel alumínio (pra não sujar a assadeira ... claro!), jogue um fio de azeite (eu usei um azeite com alho), sal, pimenta do reino e tomilho.

Leve ao forno até que os pimentões estejam murchos e um pouco queimadinhos.
Vão muito bem com um pãozinho tostado ou mesmo sobre uma salada.

Shepherd's pie de bacalhau


Ingredientes para seis pessoas:

Fundo e cobertura:
4 batatas cozidas e amassadas
1cs de manteiga
1/2x de leite
sal, pimenta do reino e nóz-moscada

Molho branco:
1/2 cebola grande picada
2cs de azeite
1cs de manteiga
2cs de farinha de trigo
leite
sal, pimenta do reino e nóz-moscada

Recheio:
200g de bacalhau dessalgado, cozido e desfiado
1/2 cebolla picada
1 alho poró picado em rodelas

1 gema de ovo para pincelar
queijo ralado para gratinar

Modo de fazer:

Misture a batata amassada ao leite e aos temperos e reserve.

Para o molho branco, refogue a cebola no azeite até que fique trasparente. Adicione a manteiga e a farinha e misture até formar uma bola. Acrescente o leite aos poucos e vá misturando para que não empelote. Acrescente os temperos e deixe cozinhar até que o gosto de farinha tenha sumido.

Para o recheio, refogue no azeite o bacalhau, a cebola e o alho poró até que peguem o sabor uns dos outros.

A montagem é muito simples: Unte seis ramekins (ou uma travessa maior) com manteiga e cubra o fundo com a batata. Coloque uma camada de molho branco, uma do bacalhau, outra do molho branco e finalize com a de batatas.
Pincele com a gema e salpique o queijo ralado.

Leve ao forno alto para gratinar.

French toast



Ingredientes para duas pessoas:
4 fatias de pão (eu usei o integral com passas)
2 ovos
1/2x de leite
1cc de essência de baunilha
1cs de açúcar
1 pitada de sal
1 pitada de canela
1 cs de manteiga para dourar as torradas

Modo de fazer:
Misture os ovos, o leite e os temperos. Mergulhe as fatias de pão, virando-as para que encharquem dos dois lados. Coloque a manteiga em uma frigideira anti-aderente e toste as torradas dos dois lados.

Dica da Myrna:
Uma delícia com geléia de laranja ou mel!

11/04/2009

Romãs


Estão quase no ponto...
Receitas em breve.

Congro rosa com puré de wasabi


Para quem não conhece o congro rosa, ele é um peixe comprido (pode chegar a 2m) que vive rente ao fundo do mar. Sua carne é bem firme e muito saborosa.

Receita para 4 pessoas.

Ingredientes:
4 filés de congro rosa
1/2x de azeite
1cs de alcaparras
1/2 pimenta dedo de moça, sem as sementes e bem picadinha
sal e pimenta do reino a gosto

4 batatas grandes, picadas e cozidas em água salgada
1cx de creme de leite
1cs de wasabi (pasta de raiz forte)
sal, pimenta do reino e nóz moscada

Modo de fazer:
Tempere o peixe com o azeite, as pimentas o sal e as alcaparras. Coloque em uma assadeira coberta com papel alumínio e leve ao forno para assar.

Amasse as batatas cozidas ou passe pelo espremedor, acrescente o creme de leite, a wasabi e os temperos. Bata bem para que fique cremoso.

O peixe assa muito rápido, eu usei o forno a 240° e não levou mais do que 15min.

Espaguete com lula


Ingredientes:
250g de espaguete cozido al dente em água salgada (1cs)
2 lulas (já limpas!), sem os tentáculos e cortadas em quadradinhos
1 cebola grande picada em cubos
4 filés de alice
1/2x de azeite
sal e pimenta do reino a gosto
sementes de gergelim para decorar

Modo de fazer:
Refogue a cebola e o alice no azeite até que este fique bem dissolvido.
Acrescente a lula e cozinhe somente até que ela fique branca, muito cuidado para não passar do ponto. Lulas muito cozidas ficam borrachudas! Verifique o sal e acrescente a pimenta do reino moída na hora, de preferência.
Escorra o macarrão e misture ao molho.
Decore com as sementes de gergelim et voilà!

Sorvete com prosecco


Para aqueles raros momentos em que se abre uma garrafa de prosecco e não se consegue tomar tudo.

Ingredientes:
o resto do prosecco
sorvetes de frutas (limão, manga ou a fruta que você preferir)

Modo de fazer:
Em uma taça ou copinho, coloque uma bola de sorvete de sua preferência e complete com o prosecco.

Fácil, né?! Essa receita é da Nigella.

04/04/2009

Renatinha no blog!


Atentem para a Imagem da Semana. Talharim com castanhas e manjericão, feito pela Renatinha!
Acho que já temos um outro blog gastronômico no forno...

Olha a páscoa!


Nada de ovo-de-chocolate-com-gosto-de-parafina!
Esses belíssimos exemplares são a prova de que nem só de sabor vivem os chocolates. Beleza importa sim! Esses estão no site "Chic" da Glória kalil.

Dica da Patrícia, que pelo visto, também ama chocolate. (Os bonitos e gostosos!)


P.S. Isso é uma marmita de brigadeiros (!) da Maria Brigadeiro.

Cookies com chocolate


Essa receita é do livro Modern Classics 2, da Donna Hay, um dos meus favoritos.
Fiz algumas poucas alterações...

Ingredientes:
125g de manteiga (ou seis colheres, mais ou menos...)
1/2 cc de baunilha
1x e um pouquinho de açúcar mascavo
2 ovos
2x de farinha de trigo peneirada
1cc de fermento em pó
um punhado de passas
1 barra de chocolate meio amargo picada em pedaços

Modo de fazer:
Misture a manteiga, a baunilha e o açucar mascavo até formar um creme. Adicione os ovos, a farinha, o fermento e por fim o chocolate picado com as passas.
Faça bolinhas usando duas colheres de sobremesa e coloque em uma assadeira untada ou forrada com papel manteiga. Deixe um bom espaço entre elas pois a massa irá se espalhar e ocupar um espaço bem maior do que se espera.

Leve ao forno baixo (190°) por uns 15min. Retire assim que os cookies estiverem dourados. Rende 40 unidades.

Dica da Myrna:
Cuidado para não queimar os biscoitos, a cor do açucar mascavo engana!

Meu molho de tomates


Esse é o nosso molho de tomates favorito. Fácil, rápido e um pouquinho agridoce.

Ingredientes:

1/2x de azeite
2 dentes de alho amassados
1 alho poró
1 cebola
1 lata de molho de tomates
1 lata de tomates pelados
1cs de shoyu (cs: colher de sopa)
1cc de molho de pimenta (cc: colher de chá)
2cs de vinagre de arroz ou branco
1cs de açúcar
1cs de mostarda


Modo de fazer:
Coloque o azeite na panela e refogue o alho, a cebola e o alho poró.
Adicione o molho de tamates e os tomates pelados, estes devem ser cortados com uma faca dentro da lata mesmo.
Coloque os outros ingredientes e deixe ferver por uns 10min para que os sabores se misturem.

Esse molho pode ser usado com quase tudo, fica muito bom! Principalmente se são 10h da noite e você ainda não almoçou...

Mast Brothers Chocolate

Se as embalagens são assim, imaginem o chocolate...