30/03/2009

Salada de vagem com alice


Eu tenho que ser sincera, nunca gostei muito de vagem! Principalmente quando ela aparece na salada com aquele verde esmaecido, muito cozida...
Mas de uns tempos pra cá, eu tenho tentado superar meus preconceitos gastronômicos. No último sábado topei com uma "bela" bandeja de vagens no mercado, era o motivo que eu precisava.
Acreditem, a salada ficou realmente gostosa, não sei se tanto pela vagem... mas vale provar.

Ingredientes:
Um punhado de vagens lavadas, sem as pontinhas e cortadas pela metade
6 filezinhos de alice
1 cebola grande, picada em pedaços
2 dentes de alho, socados
1/2x de água
Sal (Muito pouco e se precisar, o alice já é bem salgado!)
Azeite

Modo de fazer:
Em uma wok ou frigideira, refogue o alho no azeite, jogue 4 filés de alice, a vagem e a cebola. Vá misturando para não queimar. Faça isso por uns 5min e acrescente a água para ajudar no cozimento.
A vagem deve ficar cozida, mas al dente, nada muito mole. Deve estar no ponto quando a água secar.
Verifique o sal e está pronta a salada. É só colocar em um prato bonito (isso também ajuda) e decorar com o alice restante.

Torta de pimentas com queijo canastra


Ingredientes para a massa:
3 ovos
2x de farinha
5cs de manteiga gelada (cs= colheres de sopa)
sal e pimenta do reino (muita!)

Ingredientes para o recheio:
2x de queijo ralado (eu usei o queijo canastra, mas pode ser qualquer outro)
3 ovos batidos
1/2x de leite (pode ser substituído por creme de leite)
nóz moscada, sal e pimenta do reino
algumas gotas de molho de pimenta malagueta
1 pimenta dedo de moça

Modo de fazer:
Misture os ingredientes da massa com a ponta dos dedos até que se unam completamente, formando uma bola.
Cubra o fundo de uma forma ou vários ramekins. Coloque no forno por 10min.

Enquanto isso, bata os ovos, adicione o queijo e o leite. Verifique o sal, adicione a pimenta do reino, a pimenta malagueta e a nóz moscada.

Retire a massa do forno, cubra com o recheio e salpique a pimenta dedo de moça, bem picadinha, sobre a torta.

Volte a forno até que o recheio fique dourado, o que deve levar uns 30min.
Depois, é só comer!

29/03/2009

Limão anti pingos

Panquecas de aveia



Nada melhor para estrear a toalhinha de chá - presente da amiga Lúcia Helena para o blog novo - do que uma boa panqueca doce para o café da manhã de domingo.

Ingredientes:
2 ovos
1x de farinha de trigo ( eu usei 1/4 da xícara de farinha de aveia, mas é opcional)
1x de leite
1/4x de aveia em flocos
1cs de manteiga
2cs rasas de açúcar mascavo ou açúcar refinado
1 pitada de sal

Modo de fazer:
Bata todos os ingredientes no liquidificador.
Esquente uma frigideira anti aderente e jogue a massa de forma que as panquecas fiquem com uns 8cm de diâmetro. Assim que começarem a aparecer as pequenas bolhas, é hora de virar.

Estão prontas! Essa receita não gasta mais do que 10min!

Pode-se comer com manteiga, mel, geleia (geléia!!!!), requeijão...

P.S.
Essa reforma ortográfica está acabando comigo!

24/03/2009

Fusili ao pesto genovês


Há algum tempo atrás fomos a um jantar na casa de um casal de amigos, Paulo e Isabella, e lá comemos um spaghetti com um delicioso pesto genovês. Como este blog tem inspirações rodriguianas, eu também tenho minhas obsessões e o pesto, desde então, é uma delas. Frustrei-me um pouco ao ler a receita original, que levava pecorino italiano e pinole, mas o fantasma do pesto do Paulo me impediu de desistir! Variações tupiniquins me permitiram fazer um pesto próximo da realidade local e acho que o resultado vale a pena conferir. Esta é a receita do meu tradicional pesto, mas no futuro postarei algumas das variações. Aqui optamos por um fusili, mas o pesto vai bem com qualquer massa. Sou um ardente fã do bucattini para este molho.

Ingredientes:
Um maço de manjericão fresco
150 gramas de castanha de caju sem sal moída grosseiramente
150 gramas de queijo parmesão ralado na hora
Três dentes de alho
Azeite de oliva extra-virgem

Modo de preparar:
Lave o manjericão e separe as folhas, colocando em um liquidificador ou, se dispuser, um processador de alimentos. Pegue os dentes de alho descascados, esmague-os um pouco com a face lateral da faca e jogue-os no liquidificador. Adicione o azeite, cerca de 50 ml. Bata até formar uma pasta esverdeada. Acrescente as castanhas e o parmesão aos poucos, batendo entre as adições para permitir a mistura. Será preciso um pouco mais de azeite, provavelmente uns 50 a 75 ml, para deixar a mistura um pouco mais homogênea. Quando tudo estiver batido, você terá uma pasta espessa, pouco viscosa e o azeite não escorrerá.

Dica da Myrna 1:
Acho o pesto indispensável na geladeira de casa! Excelente coringa para fazer refeições de momento ou mesmo para comer com torradas quando alguém aparece sem aviso prévio.

Dica da Myrna 2:
Guardar o pesto na geladeira também tem um toque a mais. Coloque o pesto pronto em um pote de vidro e, depois de acomodado, cubra-o com uma camada fina de azeite para evitar que resseque. Se não colocar o azeite, o pesto escurece e perde aquele frescor verde do manjericão.

Dica da Myrna 3:
O melhor pesto é servido fresco. Esta receita não toma nem dez minutos e pode ser feita enquanto você ferve a água e cozinha o macarrão.

16/03/2009

Filé com sálvia e escarola refogada


Um bom filé mignon vale seu peso em ouro, verdade seja dita. Nada como comer uma boa e suculenta carne preparada sem muitas invencionices. Verduras refogadas, como escarola, repolho, espinafre, são pratos simples e pouco trabalhosos, além de muito saborosos e nutritivos. Se você não tem, compre uma boa panela wok, pois ela faz milagres no preparo destas verduras!

Filé com sálvia

Ingredientes:
Dois filés mignon com cerca de 150 gramas cada
Uma colher de chá de alho moído e sal
Pimenta do reino a gosto
Molho inglês
Azeite
Sálvia desidratada

Modo de preparar:
Em um pequeno recipiente, como uma xícara, misture o alho moído, o azeite, o molho inglês e a pimenta do reino. Passe o tempero sobre a carne com as mãos, distribuindo-o o mais homogeneamente possível. Polvilhe a carne com a sálvia desidratada, uma ou duas pitadas para cada filé, também distribuindo-a sobre o filé. Leve ao fogo em uma frigideira quente, deixando cada lado tostar levemente por fora, de modo a formar uma crosta crocante, mas mantendo o miolo macio e mal passado.

Escarola refogada

Ingredientes:
Uma cabeça de escarola limpa e lavada, cortada em filetes
Óleo de canola
Uma cebola picada em pequenos pedaços
Alho
Três colheres de sopa de molho shoyo

Modo de preparar:
Jogue um filete de óleo de canola na panela wok, deixando-o aquecer em fogo baixo para refogar a cebola e o alho. Uma vez dourados, acrescente o shoyo e, logo em seguida, a escarola. Aumente o fogo até o fogo médio e mexa a escarola gentilmente até murchar. Aguarde que a água evapore um pouco, escorra e sirva.

Dica da Myrna:
Dica 1: Carne, se é boa o suficiente, precisa de pouco cozimento. Esturricar um filé mignon é um pecado mortal.
Dica 2: Compre uma panela wok! Compre uma panela wok! Compre uma panela wok! Sua vida gastronômica nunca mais será a a mesma. Palavra da Myrna.

15/03/2009

Marinada de Saint Peter com amendoins e tomates cereja


Temos cada vez mais utilizado peixes brancos para cozinhar e, entre eles, temos comprado com frequência filés de Saint Peter. Esta receita ficou bem gostosa e não dá muito trabalho para ninguém.

Ingredientes:
Meio quilo de filés de Saint Peter limpos
Dois limões Taiti (se você dispuser de limões sicilianos, pode utilizar três ou quatro a depender da quantidade de suco)
30 gramas de gengibre em conserva
Sal
Pimenta do reino moída
Azeite
Óleo de gergelim
50 gramas de amendoim torrado, sem sal e sem pele
Uma dúzia de tomates cereja

Modo de preparar:
Disponha os filés em uma vasilha que permita que todos fiquem lado a lado. Esprema o suco dos limões sobre os peixes, adicionando sal e pimenta a gosto. Corte o genbibre em pedaços bem pequenos, e distribua-os sobre os peixes, não se esqueçendo de aproveitar um pouco do delicioso caldo da conserva. Cubra a vasilha com um filme plástico e leve à geladeira por trinta minutos. Retire o conjunto, vire os filés, cubra e retorne para a geladeira por novos trinta minutos. Em uma frigideira, aqueça um fio de azeite e outro de óleo de gergelim, retire os peixes da vasilha, reservando o caldo, e disponha-os um lado após o outro deixando-os dourarem um pouco. Cerca de trinta segundos para cada lado são suficientes, então disponha os peixes em um prato para servir. Aproveitando o caldo de limão, genbibre, sal e pimenta que você reservou, despeje-o na frigideira deixando engrossar um pouco, evaporando uma parte do suco do limão. Quando a consistência estiver do seu agrado, despeje o mesmo sobre os peixes. Jogue os amendoins por cima e guarneça com tomates cereja cortados ao meio. Jogue um fio de azeite por cima para arrematar.

Dica da Myrna:
Caso você queira, o caldo da marinada pode ser jogado sobre arroz, risoto ou utilizado como um molho de salada de verduras frescas.

14/03/2009

Por hoje, somente os cravos!


Nada de almoço, tô com muita preguiça de cozinhar só para mim.
Viva um sanduiche de pão integral com a caponata que ainda está na geladeira!

13/03/2009

Deu trabalho... muito!


Nesta sexta, no intervalo entre uma aula e outra, resolvi passar no mercado para comprar filés de Saint Peter para fazermos no domingo. Lá estava eu, já com fome, quando uma imagem me chamou a atenção: lulas, lulas frescas!!! Coisa difícil de se encontrar por essas terras!
Não resisti, o Guilherme não estaria em casa - ele odeia lulas - essa era a minha grande oportunidade de testar algumas receitas.
Como o tempo era curto, não pedi ao peixeiro para limpar as minhas lulas. (!)
Burrice, muita burrice!
Não sei se já passaram pela experiência, mas é complicado, principalmente para quem não tem prática. Essa foi a segunda vez que eu passei por isso, e não lembro da primeira ter sido tão marcante. É preciso retirar cabeça, tentáculos, entranhas e cartilagem, mas não acabou, a pele também tem que sair! Resumo da história: deu trabalho! E muito!
Lula grelhada com purê de inhame

Ingredientes para uma pessoa:

uma lula de tamanho médio, já limpa (!), cortada no sentido do comprimento
azeite, sal, pimenta do reino e 6 folhas hortelã bem picadas

dois inhames cozidos em água salgada
uma colher de sobremesa de manteiga
1/3 de xícara creme de leite (ou leite)
uma pitada de açúcar
sal e pimenta do reino

Modo de fazer:
Amasse os inhames cozidos, acrescente a manteiga e vá batendo enquanto coloca os outros ingredientes. Acerte o sal, coloque a pimenta e estará pronto o seu pure. Não leva mais do que 15min.

Com a ponta de uma faca afiada, faça cortes em diagonal formando losangos na parte interna da lula. Esfregue os temperos e coloque para grelhar em uma frigideira anti-aderente bem quente.
Por conta dos cortes, a lula vai enrolar em quanto doura. Cozinhe por no máximo 3min ou ela ficará dura.
Coloque a lula enrolada em uma tábua de madeira, corte pedaços de 2cm e arrume sobre o pure.
Acreditem, valeu o trabalho!

11/03/2009

Novos livros

Presente de 9 anos de namoro...

P.S.: O guloso da foto é o Juca.

10/03/2009

Croissant ao chocolate



Essa receita é trapaça, eu sei. Mas tem dias em que tudo o que a gente precisa é de uma comida fácil e reconfortante... A idéia veio do livro da Nigella - "Nigella Express".

Ingredientes:
um pacote de massa folhada - pode ser a de abrir com o rolo ou a que já vem em quadradinhos
uma barra de chocolate amargo - só encontrei uma barra de Diamante Negro na despensa e foi ela mesmo!

Modo de fazer:
Corte a massa em quadradinhos de 10 x 10cm e divida cada quadrado em dois retângulos. Se preferir usar a massa que já vem cortada, enrole diretamente os quadrados.
Coloque dois pedacinhos do chocolate sobre a massa, próximo da borda mais larga, enrole e puxe as pontinhas para a frente para que os croissants fiquem com o formato de meia lua.
Depois de 20min em forno a 200° seus "croissants au chocolat" estarão prontos para servir!
Fácil, né?!

Dica da Myrna: Salpique os croissants com açúcar e canela, fica ótimo!

08/03/2009

Picadinho de mignon com cebolas



Ingredientes:
400g de filé mignon
2 cebolas grandes cortadas em rodelas finas
1/2 x de azeite
sal, pimenta do reino, nóz moscada e lemon pepper
cheiro verde a gosto

Modo de fazer:
Sele a carne no azeite, adicione as cebolas e deixe dourar.
Assim que a carne estiver no ponto, coloque os temperos e mexa bem.
Decore com o cheiro verde.

Dica da Myrna:
Uma boa massa ao alho e óleo ou simplesmente arroz branco acompanham muito bem essa receita.

Salada quente de barôa com parmesão



Ingredientes:
2 barôas de tamanho médio
1 tablete de caldo de galinha
lascas de queijo parmesão ou outro queijo que estiver à mão
1/3 x de azeite
pimenta do reino a gosto
gergelim torrado para decorar

Modo de fazer:
Corte as barôas em rodelas finas e cozinhe em água com o caldo de galinha.
Depois de ficarem macias, escorra a água, acrescente o azeite, a pimenta, as lascas de queijo e decore com o gergelim. Fica mais gostosa de comida na hora.

Muito fácil e uma boa opção além dos refogados tradicionais.

Caponata agridoce de pimentão



Ingredientes:
4 pimentões - 2 vermelhos e 2 amarelos
4 dentes de alho
1/2 x de passas pretas
1/4 x de vinagre de arroz (ou outro vinagre branco)
1cs de açúcar
um pouco de manjericão picado
sal e pimenta do reino a gosto

Modo de fazer:
Pique o alho em pedaços bem pequenos e os pimentões em tiras. É importante lembrar que deve-se retirar as sementes e a parte branca de dentro dos pimentões.
Refogue o alho no azeite, acrescente os pimentões, as passas o sal e a pimenta.
Mexa bem e acrescente o vinagre e o açúcar.
Tampe a panela e deixe cozinhar por 15min, ou até que os pimentões fiquem macios, mas não muito moles. Revire os pimentões de tempos em tempos para que cozinhem por igual. Depois de cozido, destampe a panela e aumente o fogo para que seque a água do fundo.
Acrescente o manjericão, acerte o sal, se for preciso e bom apetite.

Essa caponata pode ser servida com torradas, usada em sanduiches, sobre o arroz ... fica boa com quase tudo. Você ainda pode guardar na geladeira que ela vai durar um bom tempo.


Dica da Myrna:
Para quem gosta de pimenta, pode-se acrescentar 1/3 de pimenta dedo-de-moça ou algumas gotas do caldo da pimenta malagueta.

07/03/2009

Spaghetti aglio e pomodori


Receita facílima de um macarrão de última hora para duas pessoas!

Ingredientes:
Meio pacote de spaghetti grano duro cozido al dente
Duas dúzias de tomates cereja
Duas cabeças de alho
Tomilho fresco
Azeite
Uma pimenta dedo de moça
Parmesão ralado
Pimenta do reino moída

Receita:
Corte as cabeças de alho perpendicularmente ao talo de modo que todos os dentes de alho exponham sua polpa. Embrulhe-os em papel alumínio com três a quatro colheres de sopa de azeite, polvilhando generosamente o conjunto com as folhas de tomilho. Feche o papel alumínio em formato de uma trouxinha e leve ao forno pré-aquecido por quinze minutos.

Passados os quinze minutos, o alho estará macio e cozido, sem seu gosto forte, mas mantendo o sabor. Abra a trouxinha, despeje o azeite em uma panela wok ou na própria panela em que foi cozido o macarrão, juntamente com as folhas de tomilho assadas e esprema os dentes de alho assado na panela sem as cascas (Como disse Marco Pierre White, What are fingers for? Burning!). Corte os tomates cereja ao meio e a pimenta dedo-de-moça em rodelas sem as sementes, refogue por alguns minutos em fogo baixo até amolecerem um pouco suas cascas.

Desligue o fogo, acrescente o macarrão cozido, misturando gentilmente até que o alho, os tomates, a pimenta e o macarrão se confundam em um lindo colorido. O sal deverá ser acertado com queijo parmesão ralado na hora e a pimenta do reino deverá ser acrescentada a gosto.

Dica da Myrna:
Pode ser comido quente ou frio.

01/03/2009

Bolo de maça com chocolate


Nada melhor do que uma boa e conhecida receita para começar o novo blog. Este bolo foi feito pela primeira vez quando ainda morávamos em São Paulo. A idéia era fazer um pão de mel, só que não tínhamos mel, mas maçãs, chocolate... et voilà! Deixando a modéstia completamente de lado, ficou muito bom.

Ingredientes:
3x de farinha de trigo
2x de açúcar
3 ovos (claras e gemas separadas)
1x de óleo
1 e 1/2x de leite
1cs de fermento em pó
4cs de chocolate em pó
1cs de canela
4 cravos moídos ou socados
1 maçã grande cortada em cubos e misturada a uma colher de açúcar e uma de canela
1 barra de 200g de chocolate meio amargo cortado em cubinhos

Misture primeiro as gemas, o açúcar, o chocolate em pó, o óleo e o leite.
Adicione a farinha o fermento e as especiarias. As claras batidas em neve entram depois, incorporadas com cuidado.
Coloque a massa em uma forma retangular grande, untada com manteiga, e então cubra com a maçã e o chocolate picado.
Fica no forno médio por mais ou menos 45min.

Depois é só aproveitar, vale comer quente com o chocolate derretendo... um sonho!

Quem é Myrna?

Bibi e eu sempre tivemos um antigo desejo registrar nossas receitas e compartilhá-las com vocês, nossos amigos. A partir disto, resolvemos criar um blog com nossas receitas simples, criações próprias ou livres adaptações de outras de nossos ídolos (na cozinha, assim como na vida, quem conta uma história acrescenta um conto). Precisávamos, entretanto, de um rosto, de um nome. Diante do impasse não titubeei ao sugerir Myrna, a mítica dona de casa ácida criada por Nelson Rodrigues nos anos quarenta e cinqüenta. Mulher muito a frente de seu tempo, falava às de sua época com clareza e contundência inéditas à época. Como tudo na obra de Nelson, chocava por dizer a verdade. Em nosso blog, no entanto, Myrna é outra. Transforma-se em uma deliciosa mistura de dona de casa, pin up, pimenta e molho agridoce. Aqui revelaremos seus segredos sem qualquer pudor ou remorso, pois não se pode cozinhar sem ser feliz ao mesmo tempo.

Bem vindos à casa de Myrna!